Pular para o conteúdo principal

Novo site + Superjukebox #99 | #100 🎶🎶🎶

Correria nesse mês, nem deu tempo de postar algo sobre as mudanças do site!

O layout anterior estava no ar desde 2006, afinal, 5 anos se passaram. Queria um site novo, mas estava sem paciência ou inspiração pra executar. Não ganho nada com o site e nem tenho tanto feedback (os comentários e elogios me deixam feliz, por estar de algum modo trazendo boas lembranças a quem gosta de Disco Music). Isso não me frustra. Apenas gosto de compartilhar o meu mundinho e a vibração boa que tudo isso me trás. Sites de download de músicas chegam a ter centenas de visitas por dia, já o Discotheque! mantém uma média de 120 por semana. O interesse é música, o meu também, logo, que se toquem as músicas! E lá estão quase 100 horas com o melhor, só não tem 100 horas porque as hospedagens anteriores me fizeram o favor de deletar alguns mixes, os mesmos que eu nã tinha em backup aqui em casa porque meu HD de 20Gb estava estufado, mas enfim, novos tempos, novas ferramentas e facilidades. Música fácil e abundante, banda larga se espalhando.

Quando esbocei a mudança deu nisso aí ao lado. Confesso que senti vergonha. Era o site anterior com cores diferentes. Mas, quem trabalha com design profissional para a web sabe bem o saco que é montar e desmontar um website. Ainda mais eu que sou perfeccionista de doer. Um dia deitei pra 🎶🎶dormir e comecei a pensar sobre o design do site. E tudo veio à minha cabeça. Usei o top, lancei tudo no caldeirão de ferramentas e o resultado foi o novo site! Eu gostei do resultado. Pesado, cheio de detalhes, fru-frus e animação, mas gostei. Que minimalismo que nada! Acabei colocando tudo o que queria, todos os links e ainda voltei a estudar o Flash nas animações básicas dos menus. Eu que renego o design há 6 anos, depois que passei a trabalhar em outra área.

Bom está aí pra quem quiser passear: letras de músicas, imagens, listas, vídeos e muita música!
Outra novidade é a página do Podcast/ Superjukebox. Refiz algo mais vivo e agradável de se visitar (pelo menos pra mim ). Tem novidades no botão do topo, capinhas com artistas que aparecem nele (antes que a biba fofoqueira fale que eu copiei de algum lugar, SIM, copiei a idéia daqui! No blog flop-fail-feio que tentei fazer, tinha umas 20 capinhas prontas e não lembro onde salvei, por isso vai capinha de artistas mesmo). Separei a massaroca em páginas de 10 em 10, uma vez que o player do 4Shared às vezes emperra e não carrega direito. Errei! Coloquei o player com 20px de altura e o resultado foi a linha preta da animação, que ainda estou decidindo se deixo ou tiro. No pé da página bem difícil de ver, coloquei a playlist parcial, porque quero manter o mistério nos mixes recentes. Bom, é isso o que temos pra hoje! Enjoy!


Novos mixes




Superjukebox vol.99

A Mix To Remember - mixado em 20 de agosto de 2011



Sempre que vou fazer uma seleção eu dou uma pesquisada no que já toquei anteriormente ou não. Em 7 anos muita coisa rolou. Como tenho audiência pré-definida (meia dúzia de gato pingado e eu mesmo, kkkkkkkkk), eu acabo por "impor" o meu gosto e o que ouço sempre ou de vez em quando. Acontece de certas músicas, mesmo que sucessos, não apareçam, simplesmente porque enjoei de ouvir tanto nas rádios. É o caso de "A Night To Remember" do Shalamar (#15 no chart Dance Music/Club Play Singles da Billboard em 1982, o álbum ''Friends'' que tem essa musica chegou ao #1 em chart R&B do mesmo ano), que apesar de ser uma música ótima, eu nunca tinha tocado! O mesmo para "Only The Strong Survive" do Billy Paul (#68 no chart R&B da Billboard em 1978), mas estão presentes aqui, juntamente com Andy Gibb, o irmão mais novo do trio Bee Gees, que faleceu em 1988 com apenas 30 anos de idade, mas deixou maravilhas de como o álbum "Shadow Dancing", música que chegou ao 1º lugar no Billboard Hot 100 em 1978 e está presente no mix. Teve a versão longuíssima de "Give Me Just a Little More Time" da Angela Clemmons, outro sucesso de 1982 que chegou ao #4 no Dance/Club Play Singles, uma regravação perfeita do sucesso de Chairmen of the Board de 1970 e reavivado na voz de Kylie Minogue em 1992:





Ainda teve essa senhora aí logo abaixo, em foto recente. Ouça o mix e descubra quem é (ou desça até o final do post):



Procurei o blog onde a vi primeiro, mas só achei essa original no Flickr! Pra ser sincero não tenho absoluta certeza de que é ela, hahahaha! A única dica que dou é que é a 10ª música... :B

baixe/ouça aqui









Superjukebox - vol.100

NONSTOP'100minutes Mix - Mixado em 1º de setembro de 2011


Finalmente, o 100º mix pra comemorar os 10 anos! Resolvi desfilar só as pérolas que passaram pelas seleções, juntando tudo em 100 minutos de deleite (coisa que até pouco tempo era impensável, já que o mix chega a 100Mb em qualidade de CD...).

Comecei com "I Hear A Symphony" de Hank Crawford que é de arrepiar. Uma daquelas belezas que conheci por indicação do amigo DJ Paganin (obrigado!) do Groovin' Webradio (não coloco o link porque o site está fora do ar, mas é supimpa, assim que voltar ou informo), o cara manja muito. Essa música é original de 1966 e é dos mesmos autores de "Everlasting Love" e "Give me just  a little more time" - Holland, Dozier, Holland e foi sucesso na voz do The Supremes também. Com Hank Crawford, pelo selo Kudu, chegou ao #2 na parada Disco Singles da Billboard em 1976, além de #6 no Dance Music/Club Play Singles chart do mesmo ano.


Toquei ainda Kleeer, um quarteto novaiorquino formado em 1972, que começou como backing vocals do Disco Tex & the Sex-O-Lettes (após várias trocas de nome da banda) e fez sucesso mesmo como Universal Robot band, banda de estúdio de Patrick Adams e Greg Carmichael que estourou nas paradas entre 1976 e 1978, quando o quarteto saiu para formar o Kleeer. "Amour" está no álbum "I Love to Dance" que chegou a #53 no chart R&B Albums da Billboard em 1979. Teve Soccer com "Time Out (For Love)", delícia do label Salsoul/CBS. Soccer é um projeto de Tony Valor e o curioso é que essa mesma música com sutis diferenças e vocais aparece em um album do mesmo, com vocais dele e Carol Williams ("Midnight Affair", que está na lista de meu top 100), os 2 albuns saíram em 1979.

Tocou 2 maravilhas do NY City Discotheque vol.1, "I Love to Love" do Napoleon Jones (que eu passei a gostar muito quando ouvi com mais atenção, Napoleon Jones é conhecido também como David Christie do hit horroroso "Saddle Up") e "I'm Hooked On You" do Loving Influence. Teve Playmate com "Oriental Explosion", uma gema que lembra Silver Convention, que saiu na Europa pelo label Salsoul em 1978; Shades Of Love com "Keep In Touch (Body To Body)", outro sucesso de Patrick Adams de 1982; Orlando Riva Sound (O.R.S) com "Moonboots", que está no Papagaio Disco Club vermelho e chegou a  #6 no Dance Music/Club Play Singles chart de 1977; Mirage com "Magic", música que eu adoro, porém curiosamente não há informações na web sobre essa música e muito menos da 'banda' e nem uma versão não mixada! A única existente está no LP amarelo do Magic Discotheque (Brasil 1977). De um tal selo Safari Records da Itália (se me recordo de ter visto na contra capa de meu LP). O vocal ou é do Billy Paul ou é gêmeo dele! Talvez por isso tenha sumido do universo essa música. Outro pancadão é "Dancing Vibrations" Rice & Beans Orchestra composta pelo marido de Celi Bee, Pepe Luis Soto, com backing vocal da uma tal de Celines.

Teve ainda o francês Serge Gainsbourg com "Sea Sex And Sun", mais conhecido pela inesquecível "Je T'aime Mon Non Plus", sempre com temática erótica e provocadora, não podia deixar de entrar na onda Disco com essa música muito legal. Ainda tem muito mais, no total de 27 canções de arrepiar!

baixe/ouça aqui

Ainda estou remixando os arquivos perdidos. As mixagens SJ vol.07 e 32 já estão prontas, só esperando esse cavalo doido da internet parar quieta pra upar no 4shared. Sempre que refaço os mixes eu tento arrumar as imperfeições (sim, meninada, agora eu posso usar ferramentas de edição de som pra equalizar, aumentar volume e algo mais! tenho 2Gb de memória RAM! T_T ) e adicionar 1 ou 2 bombas.

*A mulher na foto acima é Celida Camacho, mais conhecida como Celi Bee.


Ouça tudo aqui!

🎼

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tina Charles

Tina Charles nasceu em 10 de março de 1954, na Inglaterra. Começou a cantar aos 15 anos, lançando 3 singles pela CBS, gravados no Studium Chappel, em Londres, tendo como backing vocal um certo desconhecido chamado Reg Dwight, que posteriormente viria a ser conhecido como nada menos que Elton John. Em 1975 ela se juntou ao seu amigo Martin Jay e surgia o Airbus, depois batizado de 5000 Volts.

O seu primeiro sucesso foi o b-side de seu single "Bye Love", "I'm On Fire" foi um sucesso mundial, chamando a atenção do produtor Biddu, o mesmo que havia pouco tempo tinha lançado com Carl Douglas o super hit "Kung Fu Fighting".

Durante o periodo de 1975-77 foram vários sucessos ao redor do mundo: "I Love To Love" por exemplo, vendeu mais de 26 milhões de cópias. Em 1976 lançou seu primeiro LP: Dance Lady Dance , acompanhada por uma banda que incluía membros do que seria o Buggles, Trevor Horn and Geoff Downes.

Nesse período de absoluto sucesso ela viaj…

Abertura de novela: Locomotivas (1977)

Tracklist Internacional:

A1  Morris Albert  - Conversation
Written-By – Morris Albert A2  –Candi Staton - Young Hearts Run Free
Written-By – David Crawford A3  –Michael Sullivan (2) - Sorrow
Written-By – Michael Sullivan (2)R. Lee Mark A4–Grace Jones - That's The Trouble
Written-By – Grace JonesPierre Papadiamandis A5  –Ornella Vanoni - Più
Featuring – JovanottiWritten-By – Sergepy*, Maurizio Piccoli A6–Cerrone - Love In C Minor
Written-By – Alec R. CostandinosJean-Marc Cerrone* A7  –Steve Maclean - Sweet Sounds, Oh! Beautiful Music
Written-By – Rose AnneSteve MacLean B1–Richard Young (16) - Rainy Day
Written-By – J. CampbellNat AdamsTeddy Klier B2  –Andrea True Connection - New York, You Got Me Dancing
Written-By – Gregg Diamond B3–Alessi - Sad Songs
Written-By – AlessiBilly Bobby B4  –The Universal Robot Band - Dance And Shake Your Tambourine
Written-By – Patrick Adams B5  –Cook & Benjamin Franklin Group - Movin' On
Written-By – Bixio, Frizzi & Tempera,

Roy Ayers Ubiquity

Ouvi um dia o VJ Fabio Massari da MTV falar de Roy Ayers Ubiquity em um daqueles programas que passam em horário incerto, a cara da MTV, que coloca o bom gosto em segundo plano, sempre.

Roy Ayers nasceu em Los Angeles, Califórnia/USA, em 10 de setembro de 1940. Foi vibracionista de Jazz nos anos 60 e formou sua própria banda nos anos 70. É tido como precursor do Acid Jazz e tem suas músicas muito sampleadas nos dias de hoje.

Nasceu em uma família de músicos: seu pai tocava trombone e sua mãe era pianista, lhe ensinando a tocar quando pequeno. Começou a tocar aos 17 anos na cena do Jazz, posteriormente veio a se juntar a sessões com Herbie Mann, o que lhe abriu os caminhos para o conhecimento musical deoutras áreas que não o bebop o qual ele cresceu ouvindo.

Tendo formado sua banda em 1970, aos poucos foi incorporando ao estilo Jazz componentes de R&B, Funk e Disco, fazendo muito sucesso comercialmente.

Nos anos 80, além de continuar com sua banda, colaborou com Fela Kuti, ainda produz…